terça-feira, 22 de abril de 2014

São doenças, senhores. São doenças.

O Jornal i dá-nos hoje conta de uma juíza do Tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa que, em 2010, deixou acumular mais de oito mil processos. OITO MIL.

Mais do que discutir o estado da justiça em Portugal, os processos que entretanto prescreveram ou o desfecho do processo disciplinar a que foi sujeita esta juíza (e que resultou na atribuição de um auxiliar) (ahahahah) (não tem graça nenhuma), parece-me que importa aferir – tendo em conta que o candy crush saga ainda não existia – o que raio provocou esta acumulação.

Digo isto, influenciada pelas hordas de seguidores do jogo. A quem não basta jogá-lo: é preciso partilhá-lo nas redes sociais, exibindo o nível em que se está. E enviando convites. Muitos convites. Demasiados convites.

Falo mesmo sem conhecimento de causa. Eu nunca vi o jogo mais gordo. E nem quero. Eu tenho lá vida para andar com trabalho atrasado!

Mas dizia, será este um caso de hoarding (em português, de acumulação compulsiva)? Terá esta juíza uma patologia grave? Estaremos a ver tudo isto mal?
Para quem não sabe, esta condição psicológica resulta numa incapacidade de se desfazer de objetos colecionados.
Resulta também em vários programas no canal TLC.
(sim, também gosto de trash TV)
(nunca a expressão trash TV foi tão bem aplicada)
(momento Badaró)

Os acumuladores vivem rodeados de objetos sem qualquer utilidade, alguns até perigosos (como comida podre ou falhas no sistema judicial) e dificilmente conseguem quebrar o ciclo de acumulação, arrastando familiares e amigos para dramas domésticos com cheiro a urina de ratazana.

Já estou mesmo a ver o desfecho deste caso: tribunal cheio de câmaras de televisão, uma equipa de limpeza a escoar papel à pazada e a juíza, lavada em lágrimas, a soluçar que não se consegue desfazer do processo XYZ, que prescreveu há 3 anos e que entretanto já perdeu meia página para um galão tombado e outra meia para a maionese apodrecida de uma tosta de atum comprada em janeiro.

Pobre auxiliar.
Espero que tenha candy crush saga no telemóvel. E facebook.






26 comentários:

  1. Respostas
    1. Aposto que a meretíssima não bebe sumos/sopas com rodelas de banana.

      Eliminar
  2. Cá para mim, a juíza precisa de ser submetida ao "Encantador de cães" (grandes) para se tornar submissa ao seu dono...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É válido, é válido. Vamos aguardar :-)

      Eliminar
  3. Eu gosto do Candy Crush, mas acho que não mando convites à malta... Terei um problema?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acho que tens vários.

      Eliminar
    2. Nomeia-os, por favor! :D

      Eliminar
    3. Não sei se temos tempo. Vou começar a compilar uma lista.

      Eliminar
    4. Ficarei à espera!

      Eliminar
    5. Não acendas um cigarro, enquanto esperas.

      Eliminar
    6. Deixei de fumar :p

      Eliminar
    7. Pois, bem sei. Por isso mesmo. Estás forte? Vais conseguir?

      Eliminar
    8. Muita forte pá. Isso é piners para mim!

      Eliminar
  4. lol................
    bolas e eu a pensar que era fixe, afinal eu vejo trash TV!
    Eu gosto da medium de Long Island e dos fantasmas da BIO.
    lol......

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os fantasmas da BIO parecem-me sempre a fingir, pá. Aquilo tem potencial mas não sei...

      Eliminar
  5. Anónimo15:33

    Comentário animado: Quem joga ao candy crush (confesso) só tem um certo nº de vidas seguidas. Gastando-as só pode avançar 1) pedindo a amigos "vidas" través do facebook, ou 2) pagando (sim, pagando) para avançar, ou 3) esperar uns 25 minutos para continuar a jogar. Ora, nem tenho facebook, nem sou tão louco para pagar para jogar. Logo resta-me largar o vicio e ir fazer outra coisa mais construtiva.

    Comentário sério: Tenho um processo num tribunal. Sou a vitima do processo. Mas os réus, sabendo que vão perder não facilitam. Esperam que desista da justiça, ou por falta de paciência ou de recursos. Na 1º audiência não houve acordo. O juiz marcou a próxima audiência. Para daqui a quase 1 ano. Para daqui a quase 1 ano! Já sabia de outros casos, mas senti-lo na pele faz com que nos apercebamos que vivemos num país do 3º mundo....

    homemsemsignificado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No meu tempo as vidas eram de borla. Malandros!

      Eliminar
  6. O Badaró matou-me........

    ResponderEliminar
  7. Ai caramba... Tão booooom...

    ResponderEliminar
  8. Foda-se quem é que se lembra do Badaró???!!!! jasus!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toda a gente tem um cantinho do coração para o Badaró. Admite.

      Eliminar
  9. Só os que têm idade para isso :)

    ResponderEliminar
  10. lembro-me de ficar estupefacto quando me disseram que tlc eram as iniciais de the learning channel. no entretanto, aprendi umas quantas coisas,
    e esta associação entre a juíza e o hoarding ė (un)dateable.

    ResponderEliminar

Sonhos